Exposição do arquiteto catalão Antoni Gaudí no Masc

99040216

Onde: Museu de Arte de Santa Catarina (Masc)

Endereço: Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica
Quanto: Gratuito

Após o sucesso da maior exposição no Brasil de Joan Miró (1893 – 1983), “A Força da Matéria”, no ano passado, a Arteris e o Instituto Tomie Ohtake trazem a Florianópolis a mostra do arquiteto Antoni Gaudí (1852 – 1926), um dos símbolos do modernismo catalão e conhecido por diversos edifícios históricos de Barcelona e outras cidades espanholas. A exposição irá trazer desenhos, maquetes originais, esculturas e até móveis concebidos pelo arquiteto.

A data da exposição ainda não está definida, mas já foi confirmada para segundo semestre de 2016 no Museu de Arte de Santa Catarina (Masc), no Centro Integrado de Cultura (CIC). Em 2015, o espaço recebeu a exposição de Miró, maior já realizada no museu. Cerca de 70 mil pessoas visitaram a mostra do artista espanhol.

Conhecido por inspirar-se nas formas e movimentos da natureza, Gaudí quebrou paradigmas ao criar um novo tipo de arquitetura, definida como naturalista e fundamentada na utilização dos materiais até o limite da resistência. Ele buscava a funcionalidade nas obras, mas encontrava a beleza.

O catalão tinha um método de trabalho incomum para a época: modelos tridimensionais em escala moldados pela gravidade e a técnica catalã tradicional do trencadis, que consiste de usar peças cerâmicas quebradas para compor superfícies.

Dentre as obras mais famosas está o templo cristão A Sagrada Família, em Barcelona. Ele assumiu a obra em 1883, aos 31 anos de idade, e dedicou-se a ela até o final da vida. A igreja é considerada uma obra prima da arquitetura. Tem cinco naves, com cruzeiro de três que foram uma cruz latina. Ainda está em construção e quando estiver concluída terá 18 torres.

Antoni Plàcid Guillem Gaudí Cornet nasceu na província de Tarragona, na Catalunha. Ainda criança teve problemas reumáticos que o acompanharam durante toda a vida. O pai precisou vender imóveis da família para pagar os estudos do futuro arquiteto e Gaudí trabalhou com alguns mestres de obras em Barcelona quando era estudante. Chegou ao auge da fama aos 58 anos. O espanhol morreu atropelado, aos 74 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *